Eu sim leio os rótulos e as fichas técnicas dos pesticidas ou fitossanitários

Envase etiquetaAssim como as recomendações de uso nas embalagens dos medicamentos nos permitem conhecer as doses, os cuidados e restrições que devem ser tomadas ao consumi-los, os rótulos e manuais de segurança dos produtos fitossanitários nos informam sobre a utilização responsável do produto, os cuidados e precauções a serem tomados na manipulação, aplicação, armazenamento e transporte.

É por isso que a leitura dos rótulos e manuais de segurança não é só necessária. Faz-se obrigatória e é uma das Boas Práticas Agrícolas que devem ser seguidas no momento de utilizar um fitossanitário. Este simples ato, nos permite garantir a utilização correta do produto, a aplicação para o controle de praga ou doença anteriormente identificada, a dosagem correta e a segurança do aplicador e do ambiente, sem riscos desnecessários como o desenvolvimento de resistência e contaminação.

Vídeo recomendado: Aprenda com Custodio sobre Boas Práticas Agrícolas

 

Em que momento deve ler o rótulo e o manual de segurança?

Estes dois elementos compõem cada parte do produto fitossanitário ou pesticida e devem ser lidos em 5 momentos distintos:

  • Na compra do produto.
  • No seu armazenamento.
  • Durante o processo de mistura ou preparação e antes da aplicação.
  • No descarte das embalagens vazias.
  • Numa eventual intoxicação involuntária ou acidental.

Lembre-se sempre de ler o rótulo e as instruções dispostas no manual de segurança, somente assim, respeitará as indicações nelas contidas antes da utilização, na utilização e após o uso.

Esta prática, garantirá o uso seguro e responsável dos produtos fitossanitários.

 

Quais informações devem constar nos rótulos dos fitossanitários ou pesticidas?

De acordo com normas internacionais e nacionais, os produtos fitossanitários, para a proteção do cultivo ou pesticidas de uso agrícola, domésticos e de saúde pública, devem conter um rótulo e uma ficha de segurança com informações fundamentais como:

 

Etiqueta1

  • A identificação do fabricante
  • Os riscos que este produto pode causar. Lembre-se que, por ser um produto tóxico, os pesticidas devem ser manuseados com precaução para a prevenção de acidentes.
  • As medidas de segurança em caso de emergência ou acidente (telefones de contato e recomendações médicas).
  • A fórmula, composição e a concentração do produto.
  • Prazo de validade.
  • Número de registro do produto. Trata-se da permissão de venda ou autorização outorgada por autoridades nacionais competentes.
  • Recomendações para a aplicação.
  • Os equipamentos de proteção individuais (EPIs) que devem ser utilizados antes, durante e depois da aplicação.

Veja também o vídeo: Aprenda com Custodio: Equipamento de Proteção Individual.

  • O período de carência e o período de retomada (Período de carência refere-se ao tempo mínimo antes da última aplicação até o dia da colheita. Por outro lado, o período de retomada é o período mínimo transcorrido para que o trabalhador possa voltar ao lote tratado logo após a aplicação do produto).
  • Os cuidados quando a disposição final adequada das embalagens vazias.
  • As advertências quanto ao uso do produto.
  • Imagens que indiquem os cuidados que devem ser tomados antes, durante e após a utilização e aplicação do produto.

Nesta seção consta a faixa toxicológica do produto (vermelho, amarelo, azul ou verde).

Etiqueta2

 

Quais informações devem conter a ficha técnica dos produtos fitossanitários?

A ficha técnica é um documento que acompanha cada um dos produtos fitossanitários. São desenvolvidas pelos fabricantes, uma vez que são eles que conhecem detalhadamente todos os componentes químicos do produto, e diferentemente do rótulo, esta ficha contém informações específicas e completas sobre a composição, riscos e ações a serem tomadas em caso de emergência. A seguir, as informações que devem constar numa ficha técnica:

  • O que é o produto e quem o produz (fabricante).
  • Riscos potenciais que este produto pode causar. Lembre-se de que por se tratar de um produto tóxico, os pesticidas devem ser manuseados com cuidado para evitar acidentes.
  • A composição e a informação sobre os componentes ativos e inertes do pesticida.
  • Ordem de mistura com outros pesticidas para suspensão adequada (pós, emulsificantes, etc.)
  • Cuidados iniciais como antídotos, procedimentos, contraindicações ou notas para os médicos.
  • Precauções a serem tomadas em caso de incêndio.
  • Medidas a serem tomadas no caso de vazamento ou derramamento acidental. Como limpar ou absorver o produto nestes casos.
  • Quais são as práticas adequadas para o manuseio e armazenamento, além das condições de higiene e as precauções a serem seguidas.
  • Quais os parâmetros e limites de exposição ao produto, além da proteção individual que se deve ter no momento da manipulação.
  • As propriedades físicas e químicas do fitossanitário.
  • Estabilidade e rentabilidade do produto em relação às condições ambientais (pressão, temperatura, armazenamento).
  • Informações toxicológicas.
  • Informações ecotoxicológicas.
  • Considerações de disposição e uso, uma vez que, de acordo com cada país ou cidade, a utilização do produto é regulamentada.
  • Dose por hectare, modo de ação, cultura para as quais sua utilização é recomendada, pragas que controla, frequência ou período entre aplicações, fitotoxidade, compatibilidade.
  • Informações sobre transporte do produto
  • Informações sobre a regulamentação na saúde, segurança e ambiente
  • Informações adicionais que possam ser úteis como complemento das informações do rótulo.

 

Recomendações Fitossanitários

Ao implementar Boas Práticas Agrícolas (BPA) cuidamos de nossas plantações, saúde e ambiente.

 

Fontes: