Movimento no Brasil incentiva diálogo entre agricultores e criadores de abelhas com metas até 2020

 

O Colmeia Viva® é um movimento do setor de defensivos agrícolas, lançado em 2014, sob a governança do Sindicato Nacional das Indústrias de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) com o objetivo de incentivar o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas para encontrar caminhos para uma relação que valorize: a proteção racional dos cultivos; o serviço de polinização realizado por abelhas; a proteção das abelhas e do meio ambiente e o respeito à apicultura.

Em 2017, as empresas do setor de defensivos agrícolas assinaram um compromisso público com metas até 2020, rumo ao cumprimento do propósito de promover o uso correto de defensivos agrícolas na agricultura brasileira para proteger os cultivos e contribuir no direito básico de alimentação das pessoas, respeitando a apicultura, protegendo as abelhas e o meio ambiente.

O Sindiveg, que representa a indústria brasileira de defensivos agrícolas, participa da força tarefa da CropLife Latin America para compreender os fatores e contribuir com a saúde das abelhas e demais polinizadores.

A liderança do Colmeia Viva® no Sindiveg, Paula Arigoni, explica a seguir mais sobre os trabalhos no Brasil:

 

O que motivou o setor a iniciar esse movimento no Brasil?

O setor de defensivos agrícolas reconhece seu papel na construção de uma relação mais produtiva entre agricultura e apicultura e na proteção das abelhas, incentivando o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas, visto que introduz no campo um produto que deve ser usado para proteger as culturas.

 

 

Todas as culturas agrícolas são dependentes da polinização realizada pelas abelhas?

Culturas dependentes da polinização animal (incluindo as abelhas) contribuem com 35% do volume de produção mundial de alimentos, representando 5% a 8% em valor da produção mundial. Esse dado faz parte do relatório divulgado em 2016 pela Plataforma Intergovernamental de Serviços Ecossistêmicos e Biodiversidade (IPBES). Para o Colmeia Viva®, o conceito de dependência de polinização na agricultura está ligado a quanto certo cultivo depende da polinização para alcançar todo o seu potencial produtivo, não só em quantidade, mas em qualidade também. Entendemos que as práticas de manejo agrícola e apícola devem ser realizadas sob medida, segundo as características dos cultivos e sua relação com a polinização. Por isso, classificamos os cultivos agrícolas como dependentes, beneficiados e não dependentes de polinização realizada por abelhas. Por exemplo, cultivos dependentes de polinização por abelhas, tais como o melão, a maçã, pêssego e o maracujá, se não são polinizados, podem ter uma redução na produção de 40% a 100%. Já os cultivos beneficiados, caso da soja, castanha do caju e o morango, podem perder entre 10% e 40% se não polinizados. No caso dos cultivos não dependentes, como o amendoim, a cana de açúcar e o arroz, não são muito afetados pela visita das abelhas.

 

Há desaparecimento das abelhas no Brasil? Quais as prioridades para conter a perda das abelhas?

Os pesquisadores afirmam que não há sinais da Síndrome do Desaparecimento das Abelhas (CCD) como os sintomas característicos de colmeia desorganizada, com sujeira e completamente abandonada ou declínio da população de abelhas com desaparecimento repentino das operárias e enfraquecimento das colônias sem a presença de abelhas mortas. Fenômeno registrado principalmente no hemisfério norte, somente com abelhas Apis mellifera.

Os resultados de três anos do Colmeia Viva®MAP (Mapeamento de Abelhas Participativo) - iniciativa de pesquisa com a participação da Unesp e UFScar para o levantamento de dados sobre a mortalidade de abelhas, com um mapeamento inédito dos fatores que contribuem para a perda de colmeias e abelhas no Estado de São Paulo, demonstrou mortalidade de abelhas criadas por apicultores para fins comerciais. Por isso, acreditamos na complementaridade entre os defensivos agrícolas e a polinização realizada pelas abelhas, para garantir a qualidade do fruto e o beneficiamento da produtividade agrícola.

Defendemos o uso racional, correto e responsável dos defensivos agrícolas de modo a garantir a eficácia dos nossos produtos na proteção das culturas agrícolas sem causar a perda de abelhas e colmeias. O uso incorreto de defensivos agrícolas deve ser combatido, porque configura um risco não só às abelhas, mas também à segurança das pessoas e do meio ambiente.

No Colmeia Viva®, as abelhas são compreendidas a partir da sua função na agricultura e da sua interação com uso de defensivos agrícolas Consideramos as abelhas com função comercial ou criadas, a abelhas exóticas, introduzidas pelo homem no território brasileiro, e as silvestres criadas – abelhas nativas da mata local que foram domesticadas para uma função comercial. Essas abelhas destinam-se em geral à produção de mel, cera, geleia real, própolis, entre outros, bem como ao serviço de polinização na Agricultura. Os serviços de polinização realizados por abelhas na agricultura têm a função de maximizar o potencial produtivo dos cultivos e se dão através de aluguel de colmeias e sítios de nidificação que são as áreas para criação de ninhos. Já as abelhas silvestres, são as abelhas nativas da mata brasileira, não introduzidas no habitat pelo homem. Responsáveis principalmente pela polinização de áreas naturais.

 

 

O que tem sido feito para mitigar o problema de perda de abelhas no Brasil?

O Colmeia Viva® conta com diversas iniciativas, entre elas o Plano Nacional de Boas Práticas, que é um plano de prevenção da mortalidade de abelhas e mitigação de incidentes, baseado na disseminação de boas práticas de uso de defensivos e na formalização do pasto apícola entre agricultores e apicultores. Para a implantação deste plano, contamos com ações que podem contribuir no curto prazo para lidar com a interação defensivos agrícolas, agricultura, apicultura e as abelhas. Entre elas:

Colmeia Viva® Assistência Técnica: uma linha direta que esclarece dúvidas e compartilha as boas práticas para a prevenção e mitigação da mortalidade de abelhas. Atende agricultores, criadores de abelhas, aplicadores de defensivos agrícolas, distribuidores, revendedores e equipes de vendas das empresas signatárias do Movimento Colmeia Viva. 0800 771 8000.

Colmeia Viva® Boas Práticas: Linha de treinamentos em campo e à distância sobre boas práticas para uma relação mais produtiva entre a Agricultura e a Apicultura. Uma das ações desta iniciativa é o Manual de Boas Práticas Agricultura-Apicultura com mais de 70 práticas e dicas.

Colmeia Viva® App: Ambiente digital para facilitar o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas.

Colmeia Viva® EAD: Plataforma digital de ensino à distância que centraliza todo o conteúdo sobre a interação Defensivos-Agricultura-Apicultura-Abelhas, permitindo mais abrangência, mobilidade e agilidade na chegada da informação ao campo.

Além das iniciativas/ações no Plano Nacional de Boas Práticas Agricultura-Apicultura, acreditamos que podemos servir de estímulo em toda a cadeia de distribuição, envolvendo distribuidores, revendas e cooperativas, de modo que cada um também reconheça a importância de suas ações no propósito de proteger as culturas agrícolas sem causar prejuízos às abelhas. Para isso, contamos com a iniciativa Colmeia Viva® Multiplica, por exemplo, atua na capacitação das equipes de venda e marketing das indústrias de defensivos signatárias como multiplicadores do Colmeia Viva® na cadeia de distribuição e desenvolvimento de conteúdo customizado e prático, para orientação de distribuidores, cooperativas e revendas de defensivos quanto ao uso correto de defensivos e sua interação com as abelhas.

 

Colmeia Viva Dialogos 2018

 

Colmeia Viva® Diálogos - 5ª edição da iniciativa voltada a promover o diálogo entre apicultores, agricultores, acadêmicos, produtores de defensivos agrícolas e governo ocorreu nos dias 27 e 28 de novembro, em Porto Alegre, reunindo mais de 100 participantes.

 

Recentamente, realizamos também a 5ª. edição da iniciativa Colmeia Viva® Diálogos, que cria o espaço de diálogo aberto, para ampliar a compreensão das diferentes realidades, necessidades e desejos dos agentes envolvidos no tema – apicultores, agricultores, acadêmicos, produtores de defensivos agrícolas e governo – de forma a encontrar soluções convergentes e viáveis. Mais informações sobre o Colmeia Viva® suas bandeiras de prioridades, metas, princípios e iniciativas estão disponíveis em www.colmeiaviva.com.br .